Istoé Dinheiro – 20/01/2015

A CBAir, que pertecen ao ex-dono da Casas Bahia, recebe autorização da Agência Nacional de Aviação Civil para prestar serviços de táxi aéreo

A paixão do empresário Michael Klein, ex-controlador da Casas Bahia, por helicópteros, enfim, está virando um negócio.

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) autorizou a CBAir, de Klein, a explorar o serviço de transporte aereo não regular, na modalidade táxi aéreo.

O pedido foi feito à Anac no começo do ano passado. Mas por questões burocráticas, a autorização demorou mais do que o previsto pelo empresário. O plano era começar a prestar serviços para as pessoas que viriam assistir à Copa do Mundo.

Neste início de operação, a CBAir vai priorizar, segundo um comunicado, o transporte de passageiros, via helicóptero (Agusta 109 SP Grand New bi turbina), do aeroporto de Guarulhos para o centro de São Paulo, bem como ofertar voos de curta distância (de no máximo 60 minutos e a um raio de 240 quilômetros) para o interior do Estado e litoral.

Embora sua base seja em São Paulo, a CBAir pode operar em qualquer parte do território nacional com extensão de seus serviços. Eventos como carnaval carioca, Rock in Rio e Olimpíadas são vistos pela empresa como oportunidades de negócio no que se refere ao transporte de organizadores, participantes ou espectadores .

Criada em 2011, a CBAir conta com dois hangares (Sorocaba, interior de São Paulo, e Campo de Marte, na capital paulista) e dois helipontos (Alphaville e São Caetano do Sul).

A frota da CBAir conta, além do Agusta 109, com três jatos executivos, como um Legacy 650, um Cessna CJ3, um King Air B200, além de mais três helicópteres, incluindo um Agusta AW139 (para 10 lugares) e dois Agusta 109 Power (com seus lugares cada um).

Estas aeronaves ainda precisam de autorização da Anac para entrarem em operação comercial. De acordo com uma fonte, o objetivo é que eles possam operar nos cinco continentes.