VEJA – WEB  - 02/07/2014

A BR Properties acaba de tirar mais um coelho de sua cartola de venda de ativos.

A empresa de gestão de imóveis comerciais vai receber 418,5 milhões de reais pela venda de 28 lojas alugadas à C&A para o empresário Michael Klein, cuja família controlava as Casas Bahia. O pacote inclui ainda o escritório da C&A em Alphaville, um andar na Avenida Paulista e um escritório no centro de São Paulo. Os imóveis estavam dentro do fundo imobiliário FII Comercial Progressivo II. A transação ainda tem que passar pelo CADE.

A revista Dinheiro havia estimado a transação em 1 bilhão de reais, mas mostramos aqui como o número parecia exagerado.

Há apenas duas semanas, a BR Properties recebeu 2,36 bilhões de reais pela venda de seus galpões industriais, reduziu sua dívida bruta em 1 bilhão de reais e anunciou dividendos extraordinários de 1,6 bilhão de reais.

Os analistas estimam que a nova venda aumenta ainda mais as chances de um novo dividendo em breve, já que, sem isso, a BR Properties terminaria o ano com 2 bilhões de reais em caixa — o que é muita coisa.

O BTG Pactual é o maior acionista da BR Properties, com 24,5% da empresa.